sábado, 19 de novembro de 2016

Bate o meu coração tão pulsante

Imagem relacionada

Bate o meu coração tão pulsante
Por um ídolo que guardo secretamente
Sua sensualidade é intensa, inebriante
Que me deixa enternecida constantemente

Tua intensidade que em mim faz crescer
A confiança de ter-te no meu coração
Que iluminado, tudo pode acontecer
Bate serenamente tomado pela emoção
.

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Vai nu o meu pensamento em tua direcção

    Resultado de imagem para imagens pensamentos nus

    Vai nu o meu pensamento em tua direcção
    Como nua é a aragem que teu rosto beija
    Faz bater minha alma e atiça meu coração
    E os meus sentidos, que teu olhar deseja
    .
    Acredita que o pensamento é determinante
    E leva minha, uma doce e dócil mensagem
    Para que te lembres por um breve instante
    Que és para mim a mais fresca aragem
    .
    Imagino o teu sorriso tão belo, confortante
    Nesse rostro tão carinhoso e contagiante
    Que se insere na azáfama deste momento
    .
    Em que pela tua doçura, me oferece dizer
    Penso em ti qual aragem a fim de arrefecer
    Este desejo de ti que trago no pensamento
    .
    Autor: Nuno Filipe

terça-feira, 15 de novembro de 2016

Como pegar um corpo desconhecido


Como pegar um corpo desconhecido
Fazendo dele meu enérgico momento
Se apenas o imagino belo, destemido
Tão vibrante dentro do meu pensamento
.
Como pegar um corpo que silencioso
Vive fora do alcance da minha mão
Mesmo querendo esse corpo airoso
Só lhe toco através da imaginação
.
Mas digo-te assim muito baixinho
Que intensamente entre uis e ais
Me dirias cheia de doçura e carinho
Nuno, pára, já não aguento mais
.........
Autor: Nuno Filipe ...

domingo, 13 de novembro de 2016

Chega devagar, fino fogo em labareda


Chega devagar, fino fogo em labareda
Que arde na noção da nobre incerteza
Voz calada de pensamento em queda
De uma voz calada em afoita certeza
.
Nota como o arco-íris o céu ilumina
Em líricos fios luzentes de ausência
Quando o desejo arde e nos ensina
Que a união encalha na transparência
.
De delírio dito na negação constante
De uma convicção negada e sentida
Vem dar luz ao anseio alucinante
De uma verdade que arde, invertida
.
Òh sapiência de quem vez reclama
De um vislumbre de fulgente cena
Quando uma voz imaginária, clama
Dizendo: Não vale mesmo a pena
...............
Autor: Nuno Filipe ...

sábado, 12 de novembro de 2016

Tua pele húmida com aroma de flor silvestre

Tua pele húmida com aroma de flor silvestre
Meu corpo colado ao teu em beijos de erosão
Nossas línguas entrelaçadas, desejos, tesão
Gemidos, sussurros, suor em aroma campestre
.
Palavras sem nexo, entre êxtases intensos
“Gritos” quebrando o silêncio do escuro
Soltos palavrões que da tua boca, procuro
Pernas entrelaçadas, sexos unidos, apensos
.
“Embebedam-se” nossos corpos de prazer
Silêncios nos carinhos e espasmos ousados
Onde nossas mãos são delírios procurados
Pétalas de aroma no silêncio do teu gemer
.
Febris são os beijos que nós dois trocamos
Lençóis testemunhas da nossa épica nudez
Que sugam o aroma do carinho que talvez
Mostre ao mundo a forma como nos amamos
.
São loucos os devaneios nessa forma de beijar
Carícias molhadas num corpo a que não resisti
Numa madrugada em que tanto suspiro por ti
Flor silvestre, és o perfume do meu respirar

.
Autor: Nuno Filipe.

terça-feira, 1 de novembro de 2016

Nos elos do amor que ainda perdura



Olho as estrelas, sorrio para o infinito
Recordo palavras, sorrisos, mágoas
Por vezes até penso que não existo
Que sou mar ondulando suas águas
.
Olho o luar que a noite faz crescer
Sentado naquele banco, em solidão
Imagino-te linda como o sol nascer
Imagino-te iluminar o meu coração
.
Ao sentir a humidade da noite escura
Dou um abraço no vento que passa
Nos elos do amor que ainda perdura
Me prendo nas amarras da tua graça
.