sábado, 12 de novembro de 2016

Tua pele húmida com aroma de flor silvestre

Tua pele húmida com aroma de flor silvestre
Meu corpo colado ao teu em beijos de erosão
Nossas línguas entrelaçadas, desejos, tesão
Gemidos, sussurros, suor em aroma campestre
.
Palavras sem nexo, entre êxtases intensos
“Gritos” quebrando o silêncio do escuro
Soltos palavrões que da tua boca, procuro
Pernas entrelaçadas, sexos unidos, apensos
.
“Embebedam-se” nossos corpos de prazer
Silêncios nos carinhos e espasmos ousados
Onde nossas mãos são delírios procurados
Pétalas de aroma no silêncio do teu gemer
.
Febris são os beijos que nós dois trocamos
Lençóis testemunhas da nossa épica nudez
Que sugam o aroma do carinho que talvez
Mostre ao mundo a forma como nos amamos
.
São loucos os devaneios nessa forma de beijar
Carícias molhadas num corpo a que não resisti
Numa madrugada em que tanto suspiro por ti
Flor silvestre, és o perfume do meu respirar

.
Autor: Nuno Filipe.

8 comentários:

  1. Muito Sinceramente, Nuno. é para nós um gosto em colocar aqui os teus poemas. Este está: PERFEITO!

    Beijo carinhoso-

    ResponderEliminar
  2. Fico agradecido se, por modéstia partícula, contribuir para o sucesso deste seu maravilhoso blogue.
    .
    Feliz fim de semana

    ResponderEliminar
  3. Tão romântico e sensual este belo poema do Nuno
    É um prazer ler tão magnífica composição poética
    Parabéns Nuno
    Beijos

    ResponderEliminar
  4. Lindo poema. Como não podia deixar de ser. Parabéns querido Nuno.

    Bjos
    Bom Domingo.

    ResponderEliminar
  5. Poema maravilhoso arrasou com sempre,
    tenha uma semana abençoada e obrigado pela visita.
    Blog: https://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

    ResponderEliminar

Mensagens populares