terça-feira, 18 de outubro de 2016

Deste fogo me quero libertar

Deste fogo me quero libertar
Soltando da garganta um grito
Que teu coração possa apagar
Este amor que está em conflito
.
Dorido por saber que por decisão
Do teu olhar fixo e austero
Deixaste que saísse do teu coração
Que para mim é tão severo
.
Sinto aqui dentro a esperança
Que um dia vais para mim voltar
E nesse momento de bonança
Não me cansarei de te beijar
.
E nesse momento em que liberto
Das amarras do fogo denso
Sentirei a liberdade que decerto
Esse fogo será um amor intenso
.
Autor: Nuno Filipe

8 comentários:

  1. Outro poema brilhante...o abandono daquele coração que amamos é dorido, sentido....
    E a possibilidade da volta é um pedido amoroso e apaixonante!
    Parabéns Nuno Filipe!

    ResponderEliminar
  2. Sempre ficamos na espera...

    bjokas =)

    ResponderEliminar
  3. Intenso e apaixonado, belíssimo poema.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  4. O fogo desperta emoções mas depois , queima-nos. O Nuno, no seu melhor.

    ResponderEliminar

Mensagens populares