segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

Quando por ti me esforço a vida inteira.


Olho o horizonte que não vejo
Penso em palavras que nunca desejei ouvir
E sobre uma lágrima de ansejo 
Preciso que acredites...para não desistir.

Um desejo louco se apoderou de mim
Quero mostrar-te o quando te sou verdadeira
Todo o sentimento se transforma num frenesim 
Quando por ti me esforço a vida inteira
*

13 comentários:

  1. Maria,
    Penso que o melhor caminho a seguir é desistir quanto reiteradamente não acreditam em nós.

    Beijinho e boa semana!

    ResponderEliminar
  2. Em assuntos de amor os poetas brincam com as palavras e as define ou não.
    Fica sempre a esperança ou desesperança _ isso é amor!
    Bonito, Maria

    ResponderEliminar
  3. Bonito e sentido poema!
    Gostei do novo visual.

    Bjos :)

    ResponderEliminar
  4. Por vezes esforçamo-nos, mas o esforço não compensa.

    Felicidades
    MANUEL

    ResponderEliminar
  5. Gostei de ler. Lindo!

    Beijinhos de boa noite

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  6. Maravilhoso amei
    Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br
    Meu canal:https://www.youtube.com/watch?v=apP6eHn5PlI

    ResponderEliminar
  7. O amor não deve ser forçado.

    Quadras muito sentidas, gostei!
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  8. Maria dos Anjos, lindo o poema, como sempre, bjs amiga

    ResponderEliminar
  9. Bom dia, o amor é um sentimento forte e natural, tão natural que ele surge sem que seja pedido ou requerido.
    Quando se chega a conclusão que " só me ceita quem quer" a vida é mais natural e fácil de ser vivida.
    As quadras são lindas e sentidas.
    AG

    ResponderEliminar

Mensagens populares