domingo, 10 de janeiro de 2016

Cai a chuva molhando teu corpo, meu mundo

..............................
Cai a chuva molhando teu corpo, meu mundo
Perdem-se as gotas por entre ruelas de vida
Geram no ego de quem ama, amor profundo
São verdades puras no âmago da dor sentida

Caem pingos de subtileza e mélica amizade
Lavando mágoas que sobrevivem ao tempo
Trazem sentimentos e sensações de verdade
Que molham veredas do nosso pensamento
.
Viajando por entre céus de amor em suavidade
Torneando vis emoções, desumanos temporais
Que se esgotem gotas que trazem fraternidade
E de pureza todos os corpos se molhem mais
.

6 comentários:

  1. Parabéns pela excelente inspiração! Adorei

    Bejinhos

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Quanta beleza! Gosto muito de vir aqui me encantar com os versos de vcs.
    Abraços

    http://odiariodaescrava.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  3. Excelente poema
    Parabéns ao Gil António!

    Bjus e um bom ano de 2016

    ResponderEliminar

Mensagens populares