quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Nua de preconceitos. Doce lirismo

.............................
Olhei para ti. Estavas deslumbrante
Nua de preconceitos. Doce lirismo
Tentadora, fogosa, brilho constante
Imagem corporal, sensual erotismo

Queria ser chuva em teu rosto doce
Enxugar teu corpo, beijar teu peito
Sentir-te tremer um pouco que fosse
Até me sentir demente e sem jeito

Nos meandros do teu olhar de ternura
Perco-me nas margens do sentimento
Olhando tua pele suave, tanta doçura
Desfruto de ti, através do pensamento
.................................

6 comentários:

  1. Que poema soberbo!!
    Amei

    Beijo e um dia feliz.

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Muito lindo e sensual!
    Não me importava que fosse para mim :-)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Bom demais...Não me importava de estar encostada aquela árvore!
    Parabéns Poeta Gil.
    Bjuss

    ResponderEliminar
  4. Lindo demais. Bom gosto, ternura e sensibilidade do poeta
    Abc

    ResponderEliminar
  5. Uma belíssima composição poética permeada de romantismo e sensualidade.
    Um abraço Gil

    ResponderEliminar
  6. Muito bonito e cheio de lirismo sim.
    A nudez é o ser ser humano in natura.
    Beijos

    http://odiariodaescrava.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar

Mensagens populares