segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Saberei eu o quanto tu me és importante

..................................
Saberei eu o quanto tu me és importante
Qual grito de alerta do meu puro esmero
Nessa noção de sentir teu sorriso distante
Que no ocaso me fere e causa desespero
São palavras que correm como água em rio
Numa distância interposta ao nosso desejo
Vai desvanecendo o calor, trocado pelo frio
Da ausência de sabor de um desejado beijo
.
Saberei eu a vontade que tem meu coração
Quando sente a falta de teus doces abraços
Sentido o desaguar de sentimentos de união
Não conseguindo separar dores e cansaços
.

12 comentários:

  1. Bom dia
    Que poema fantástico...Parabéns...Adorei!!

    Beijo e um dia feliz

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Muito belo o poema.
    Passo a seguir vcs.
    Deixo beijos

    ResponderEliminar
  3. Muito belo o poema.
    Passo a seguir vcs.
    Deixo beijos

    ResponderEliminar
  4. Lindo demais este poema
    Parabéns para ti, Gil António.
    Bjuus

    ResponderEliminar
  5. Tenho a certeza que sabe, pois este seu belo poema é a prova !
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  6. Uma autentica declaração de" amor'amizade"
    Bjs

    ResponderEliminar
  7. Uma declaração de amor impecável.... Linda e tocante:
    "São palavras que correm como água em rio
    Numa distância interposta ao nosso desejo..."
    Lindo demais!!!!

    ResponderEliminar
  8. Bonito poema!

    Isabel Sá
    http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

    ResponderEliminar

Mensagens populares